• Daniela Burigato

Vida tranquila ou ociosa?



Buscando entender essa diferença, procuro encontrar paz em diversos aspectos da vida, tanto espiritual como material, sabendo equilibrar a importância dos dois lados. Procurar dormir todos os dias com a sensação do dever cumprido, meditar sobre as lições do dia, se usei meu tempo com ações úteis a mim e ao meu próximo. Essa percepção é muito pessoal. Para uns tranquilidade é não fazer nada, não ter responsabilidades, passar o tempo em jogos, televisão etc. Não enxergam as consequências em sua vida e dos que os cercam, não dimensionam o tempo perdido que não volta. O ócio em todos aspectos, gera a sensação de vazio, angústia, causa de tantas doenças emocionais e até físicas. Leva à estagnação do nosso ser, à ignorância, ao comodismo. Aprendi que a alma precisa de movimento, de conhecimento, de caridade, de realizarmos todos os dias o melhor de nós no mundo que escolhemos para viver. Acredito que Deus nos deu esse potencial, no momento da criação, cabe a nós a sabedoria de utilizá-lo e aproveitar a oportunidade de avançar, um passo que seja, a caminho da evolução pessoal e da tranquilidade tão almejada.

Daniela Burigato GEFF Campo Grande-MS

Posts Em Destaque